Tendências do marketing digital para 2022

Tendências do marketing digital para 2022 - Marketing X Digital

Ano novo, vida nova e… pera aí, você ainda não trouxe sua empresa para o digital? Não é possível…

Se sente perdido e não sabe por onde começar? Não se preocupe, preparamos este artigo para te mostrar as tendências do marketing digital para 2022.

Pega papel e caneta e segue com a gente. 😁

Redes sociais decolando.

Não tem como falar de marketing digital e não citar os nossos queridinhos. É isso aí, podem entrar: Facebook, Instagram, TikTok e companhia.

Pelo menos uma dessas redes sociais você já deve conhecer, certo? O Facebook se consolidou no mercado, se tornando uma das principais empresas do ramo em pouco menos de duas décadas desde a sua criação.

Para quem ainda não sabe (e sabemos que muitos não sabem), o Instagram e o WhatsApp foram comprados pela Meta, mesma empresa que gerencia o Facebook. O sistema dos 3 é integrado, para facilitar a utilização.

Hoje, é imprescindível que o seu negócio esteja visualmente atraente e com uma construção massiva de conteúdo em pelo menos duas redes sociais, como o Facebook e Instagram.

Em se tratando de marketing digital, as redes sociais ajudam a despertar o desejo, a vontade, a necessidade de querer o seu serviço e/ou produto.

Mas não basta postar conteúdo, ele precisa ser criado de forma estratégica, pensando no curto, médio e longo prazo.

Universo Google.

Muitas pessoas, infelizmente, esquecem da importância do Google para seu negócio local.

Indo de forma bem prática e direta, vamos criar a seguinte situação hipotética, mas é bem provável que você se identifique com ela.

 

O dia está muito, muito quente. Você acabou de se mudar para a cidade e não sabe onde fica nenhuma sorveteria. Não tem uma única pessoa para te ajudar, e agora?

Você vai pesquisar o termo “sorveteria” junto com o nome da cidade no Google. E isso já vai ser tão automático, que você vai simplesmente clicar na primeira opção que aparecer, para abrir o Google Mapas e já ativar a localização para chegar ao local o quanto antes.

 

Se identificou? Bom, como isso é um texto e eu não vou saber sua resposta agora (haha), vou dar mais um exemplo prático.

São 2h da manhã e você ou alguém da sua casa está ardendo em febre. Olharam a caixa dos remédios e não tem nenhum lá que resolva a situação. O que você faz?

Exatamente, abre a barra de pesquisas do Google e digita “farmácia 24h delivery”, clica na primeira sugestão e tem seu problema resolvido em pouco menos de 2 minutos.

Conseguiu se identificar mais ainda? É impossível não aceitar o fato de que tudo e todos estão no Google, e que ele é o mar do marketing digital

Sem sombra de dúvidas, ele é a nossa maior aposta para 2022. Orkut, Facebook, Instagram, TikTok, passarão, mas o Google não passará.

Tendências do marketing digital para 2022 - Marketing X Digital

Redes sociais e suas dancinhas.

Lá em 2008, ninguém imaginava que um dia o Orkut fecharia (e talvez você nem saiba do que estamos falando…), mas fechou, certo?

Mesmo as redes sociais tendo um tempo determinado para existir, sendo este bem longo, elas ainda são uma grande aposta para esse ano.

Não tem como falar de marketing digital e não citar essas ferramentas. Quando sua empresa está investindo em branding dentro de alguma dessas plataformas, ajuda a despertar o desejo, que influencia diretamente na decisão de compra.

Mas como aposta, podemos dizer que o Instagram vai continuar em alta, principalmente para empresas. E, a depender do seu nicho, o TikTok vai ser uma escolha incrível, porém bem trabalhosa.

Redes sociais são locais para conteúdo de rápida absorção que rapidamente caem no esquecimento. Ou seja, não adianta postar hoje e voltar daqui duas semanas, dificilmente resultará em algo.

E, talvez, esse seja o maior desafio dessas plataformas: uma forma de manter o conteúdo acessível de forma vitalícia.

O Instagram ainda tem a opção dos “destaques”, tanto lá quanto no Facebook, dá para salvar as postagens dentro de listas.

Já no TikTok, o conteúdo é esquecido com ainda mais facilidade, embora a rede social esteja no topo das que mais prendem a atenção das pessoas nos últimos meses (esse texto foi escrito em fevereiro).

Parece um pouco complexo, mas quando o assunto é marketing digital, você só precisa entender o seu público para saber onde construir a sua casa.

O que fazer para a minha empresa?

Se o seu foco é escalar o seu negócio e se você está sem tempo para cuidar da imagem da sua empresa na internet, o ideal é encontrar uma assessoria que te ajude nisso.

Além disso, você pode saber mais sobre o que a nossa empresa de marketing digital pode fazer por você

Nós, da Marketing X Digital, estamos à disposição para uma conversa animada sobre o tema. Fale conosco através do nosso WhatsApp clicando aqui

Afinal, dá, sim, para fazer as dancinhas nas redes sociais, desde que tudo esteja registrado no Google também. Dá para usar um sem perder o engajamento no outro, conte com a gente para isso. 😉

 

Você sabe o que e onde os seus clientes estão falando de você?

Todos os dias milhares de pessoas postam reviews. Esse é o termo em inglês para avaliações e comentários a respeito de serviços de empresas, consultórios, médicos, supermercados, mas você já parou para pensar onde eles ficam?

Muitas pessoas sequer têm noção disso, mas na página de busca do Google, aparecem perfis empresariais, onde os clientes podem avaliar com estrelas, comentários, e ainda postar fotos e vídeos do produto.

O nome desse tipo de perfil é Google Meu Negócio, e hoje, é um dos meios mais rápidos de receber aquele feedback sincerão do cliente.

A influência do Google.

O Google é, hoje, a maior rede de buscas do planeta. Quando eles começaram a idealizar em 1994, e lançar, de fato, em 2004, viveram bem a missão de “organizar a informação mundial e torná-la universalmente acessível e útil”.
Não é apenas o maior e mais acessível site, é extremamente útil em todos os seus aspectos.

Para quem não sabe, os celulares com o sistema Android integrado, possuem ligação direta com o Google, uma vez que esse sistema também pertence a eles.

O Google se tornou parte do dia a dia de milhares de pessoas pelo mundo; pois em tudo, absolutamente em tudo, utilizamos ele para realizar pesquisas sobre qualquer coisa quando necessitamos.

 

Google Meu Negócio (GMN)

Poderíamos passar horas aqui explicando tudo sobre o Google e seus inúmeros produtos, mas o foco deste artigo é falar do que é importante para donos de empresas ou clínicas: o Google Meu Negócio.

“Seu perfil gratuito da empresa no Google Meu Negócio ajuda a gerar interações de clientes locais na Pesquisa Google e no Mapas.”

Essa é uma das descrições do próprio Google sobre o GMN. Então, entenda, embora ele seja necessário para a prospecção de clientes, principalmente se tratando de negócios locais, a sua finalidade é recolher comentários dos clientes e fazer seu estabelecimento aparecer nas pesquisas do Google e no Mapa.

Está confuso? Tudo bem, vamos explicar com exemplos práticos.

Sabe aquela localização que seu amigo te manda quando muda de casa?

Todos os estabelecimentos são mapeados pelo Google, para que todos os estabelecimentos possam ser encontrados de forma rápida, prática e útil.

Ocorre que o Google pode criar, automaticamente, o seu perfil no Google Meu Negócio, só que quando isso acontece, você não fica como o dono do perfil.

Se você não souber apertar os botões do “jeito certo”, um processo de administração que é bem simples, pode se tornar uma verdadeira dor de cabeça.

Lá vai estar tudo sobre a sua empresa, é como se fosse o seu cartão de visitas digital.

Os comentários das pessoas, as fotos, a localização integrada no Mapas, tudo. Se você não tem usado o GMN ao seu favor, já passou da hora de começar a usá-lo e monitorá-lo.

Como usar o Google Meu Negócio?

Caso o seu perfil ainda não esteja criado, é só criar seguindo o passo a passo do próprio site do GMN, clicando aqui.

Se o perfil já existir, mas você não for o dono, terá que realizar a verificação para receber a administração do perfil.

Esse procedimento parece bem simples, mas todos os dados da empresa devem ser colocados de forma correta, foi o Google enviará uma correspondência para o endereço empresarial.

Nessa carta, você receberá um código de verificação, que colocará no perfil do Google Meu Negócio e ele passará a ser seu de forma definitiva.

Através do GMN você poderá solicitar a imagem via satélite, impulsionar propagandas, responder as avaliações dos clientes, postar conteúdos, sincronizar o número de telefone e a localização, entre inúmeras outras funções.

Comentários de clientes no Google Meu Negócio e redes sociais, qual a diferença?

Quando um cliente comenta algo positivo ou negativo no perfil da empresa, todos podem ver. Então você só presa saber responder de forma correta e educada, todos os tipos de comentários.

Nas redes sociais as avaliações ficam perdidas entre os inúmeros posts, além de que, boa parte delas ficam em mensagens privadas. Nos directs, no caso do Instagram, e no Messenger, no caso do Facebook.

É importante para o consumidor ver as estrelas das avaliações, os comentários e, principalmente, se a empresa está atenta ao que as pessoas estão lhe dizendo através dos comentários.

A maior diferença entre Google e Instagram foi explicada nesse artigo, basta clicar.

Como podemos te ajudar?

Está perdido no GMN da sua empresa e não sabe como configurar? Não sabe se precisa ou não de um site, como gerenciar suas redes sociais e está à beira de uma crise de choro? 😂
Está tudo bem, podemos te ajudar nisso. Entre em contato através do nosso WhatsApp clicando aqui.

Seu site está pronto e agora?

Seu site está pronto e agora?

 

Muitas pessoas pensam que é só comprar um site que automaticamente ele aparecerá no topo das pesquisas do Google.

Se você pensa assim, sentimos em te informar, mas não é dessa forma que as coisas funcionam.

O site precisa ser adaptado para SEO, entre inúmeras outras ferramentas que precisam ser instaladas para que comece a atrair tráfego orgânico. 

No entanto, não fique preocupado, você vai entender tudo sobre isso hoje.

Mas afinal, o que é SEO?

Em inglês, Search Engine Optimization (otimização para buscadores), SEO são as técnicas aplicadas para melhorar o desempenho de um site nos mecanismos de busca.

O SEO está muito presente na forma como o conteúdo é produzido (escrita), bem como no desenvolvimento do site.

Você pode aprender os significados de vários outros termos usados no marketing, no nosso glossário. 

O que meu site precisa para aparecer no Google?

Para explicar isso, nosso gestor, Oto Alvarenga, gravou um vídeo sobre como funciona esse processo.

Uma dúvida comum entre as pessoas que implementam um novo site é: o que eu faço agora?

Aqui na Marketing X Digital, quando seu site vai para o ar, uma nova fase se inicia. De modo geral, quando seu site fica pronto, nós iniciamos a configuração de várias ferramentas de acompanhamento e performance, como Google Search Console, Tag Manager, Google Analytics, além de instalar pixel de controle para tráfego pago.

Nós também fazemos algumas marcações de dados estruturados para o Google Meu Negócio do cliente. Isso vincula, de forma mais efetiva, o Google local ao site do cliente. 

Nós também publicamos, semanalmente, artigos baseados em palavras-chave pré-definidas no pensionamento orgânico do site nos mecanismos de busca, utilizando técnicas de SEO.

Eu vou dar um exemplo:

Se o seu negócio é sobre concreto pré-moldado, nós podemos fazer um artigo para posicionar a palavra-chave base de concreto para caixa d’água, com o intuito de ranquear bem esse artigo no Google e, dessa maneira, trazer tráfego qualificado e gratuito para o seu site.

Sim, nós temos vários artigos ranqueados a nível nacional que geram um excelente fluxo de visitas orgânicas e negócios para os nossos clientes.

Nós também monitoramos diversos aspectos do seu site, como a posição de palavras-chave, a velocidade de carregamento e principais oportunidades de conteúdo, inclusive, fazendo o upgrade de artigos relevantes.

E ainda monitoramos os sites dos seus principais concorrentes: quais conteúdos eles estão gerando? Estão crescendo organicamente? Estão fazendo campanhas de tráfego pago?

Esse monitoramento nos ajuda em várias tomadas de decisão, em resumo, quando seu site fica pronto, muitos outros serviços precisam ser feitos para que o marketing como um todo seja ainda mais efetivo, utilizando técnicas de SEO.

Como ficar no topo das buscas do Google sem gastar dinheiro?

Para que o tráfego orgânico seja gerado, você precisa produzir conteúdo relevante e aplicar técnicas de SEO de forma consistente e profissional.

O tráfego orgânico é aquele que é gerado de forma orgânica no seu site, canal do YouTube ou rede social. 

Ou seja, é quando a própria plataforma recomenda o seu conteúdo. No Instagram isso ocorre quando você é bem ranqueado com o uso de hashtags, por exemplo. No Google, quando você aparece no topo das pesquisas.

Aprenda mais sofre tráfego: o que é tráfego pago?

E vale lembrar que a recomendação do Google na primeira página não ocorre da noite para o dia, e muito menos em um mês.

É necessária uma produção de conteúdo (artigos e aplicação de SEO), consistente, bem escrita e original.

Pois é, o Google sabe quando um texto é 100% original ou copiado, e ele também pune esse tipo de prática, por isso mesmo você deve contratar uma empresa séria para alimentar o seu site.

Gostou de aprender um pouco mais sobre o assunto? Leia nossos outros artigos e aprenda muito mais sobre o universo do marketing digital. 

O que é tráfego pago?

Se você ainda não começou a investir em tráfego pago, talvez esteja na hora de começar.
Embora seja um termo relativamente novo, essa opção existe há anos e é muito eficiente para aumentar a visibilidade do seu negócio.
Não sabe como fazer, que estratégia escolher e nem que plataforma utilizar? Continue lendo que você descobrirá isso e muito mais.

O que significa tráfego pago?

O tráfego pago é aquele tráfego gerado através de anúncios criados nos mecanismos de busca, estilo o Google, e redes sociais, como TikTok e Instagram.
De forma bem objetiva, ele é utilizado para atrair visitantes (e possíveis clientes) para determinadas páginas, também conhecidas como landing pages, além de vídeos e perfis, com a finalidade de vendas ou conversão e segundo nossa especialista em tráfego pago, Maria Caroline:

“O tráfego pago aumenta a sua segmentação no mercado digital. Te ajuda a encontrar, com muita precisão, segmentação de públicos específicos para que você atinja pessoas cada vez mais qualificadas para comprar ou contratar o seu serviço.
Além disso, com o tráfego pago você tem acesso a todos os dados das campanhas, como idade, gênero, localização, por onde encontrou a sua página de destino, quanto tempo ficou nela ou visualizou o vídeo…
As possibilidades são bem vastas, e os resultados podem ser incríveis.”

Qual a diferença entre tráfego orgânico e tráfego pago?

Se você já está estudando sobre o tema, já deve ter ouvido os dois termos várias vezes.
O tráfego orgânico é aquele que é gerado de forma orgânica no seu site, canal do YouTube ou rede social.

Ou seja, é quando a própria plataforma recomenda o seu conteúdo. No Instagram isso ocorre quando você é bem ranqueado com o uso de hashtags, por exemplo. No Google, quando você aparece no topo das pesquisas.

Outra forma de conseguir uma boa fonte de tráfego orgânico, é através da indicação dos próprios seguidores. Isso ocorre quando você cria um conteúdo consistente e bem alinhado com os seus produtos ou serviços.

Já o tráfego pago, como o próprio nome já diz, são publicações ou propagandas pagas. Você vai pagar um valor pré-determinado para aparecer uma quantidade determinada de vezes para determinados tipos de pessoas.
Você conhece a opção “impulsionar publicação” do Instagram? É aquilo, só que mais amplo se for feito de forma profissional.

Qual a importância do tráfego pago?

Se você contratar uma boa assessoria de marketing digital, seus resultados podem ser incríveis.

Não basta apenas abrir um gerenciador de anúncios, como o do Facebook, Google ou TikTok e apertar os botões.

É necessário a criação de uma estratégia forte, que ajude a potencializar o alcance do seu negócio, fazendo com que os anúncios certos apareçam para as pessoas certas, na hora certa.

Como o tráfego pago funciona na prática?

Vamos usar o exemplo do delivery? Já que foi algo que bombou devido esse período de pandemia.

Já reparou que em determinados horários, geralmente depois das 18h, enquanto você está vendo os stories dos seus amigos no Instagram, aparecem inúmeras propagandas de pizzarias, hamburguerias, sorveterias e afins?

Aquilo são anúncios que foram programados para aparecer para pessoas da sua cidade, no horário de abertura do estabelecimento, bem na hora que você geralmente janta.

Ou seja, o anúncio de uma pizza com o queijo derretendo, apareceu para você, a pessoa certa, no momento exato da sua fome. Logo, ele faz você clicar no perfil, entrar em contato e sair da dieta sem pensar duas vezes. 😂

Isso se aplica a qualquer tipo de negócio. A amplitude que o tráfego pago dá para o seu negócio é absurda.

Onde eu crio meus anúncios?

Primeiro de tudo: não recomendamos que você faça isso sozinho.

Se o seu perfil ou página não estiver bem estruturada para receber os visitantes, você pode acabar gastando seu dinheiro e não obter resultados.

Mas, respondendo a sua pergunta, os anúncios são criados nos gerenciadores de anúncios. A maioria das grandes redes sociais possuem os seus, como o Facebook, Google, TikTok, Pinterest, LinkedIn, entre outras.

Saber qual plataforma escolher vai depender muito do seu tipo de negócio e objetivo. E vamos repetir mais uma vez: não faça isso sozinho.

Como a Marketing X Digital pode te ajudar com o tráfego pago?

Atualmente, oferecemos serviços de tráfego pago para nossos clientes. Criamos toda a estratégia de marketing, estruturamos o seu perfil, e fazemos os anúncios da forma mais eficiente possível.
Quer entender mais sobre o tráfego pago na prática?
Entre em contato através do nosso WhatsApp clicando aqui.

O que a nossa empresa de marketing digital pode fazer por você?

Marketing, social media, merketing digital

Se você chegou até aqui é porque pesquisou sobre marketing digital no Google e nos encontrou.

“Nossa, que óbvio.” Na verdade, pode parecer óbvio, mas mesmo que você não saiba, existe um trabalho muito bem articulado por trás de cada artigo no blog de um site.

Escolher a palavra-chave que ranqueie bem, título, estruturar o texto de forma que prenda sua atenção, imagens colocadas em pontos específicos do artigo…
E ainda fazer isso de forma estratégica para você acreditar que tudo isso aqui foi feito de forma muito natural e ao acaso.

Essa é uma das funções de uma empresa de marketing digital. Nós criamos conteúdo para que você, nosso(a) querido(a) leitor(a) se sinta à vontade lendo nossos textos e nos encontre através de mecanismos de pesquisa, como o Google.

Consegui prender sua atenção até aqui? Ótimo! Agora vamos falar um pouco sobre o que podemos fazer para te ajudar a tirar a sua empresa do anonimato, e trazer para o mercado digital. Vamos lá?

O que é marketing?

O marketing é a estrutura criada para gerar valor que satisfaça os desejos e necessidades de um mercado de consumidores.

Não entendeu? Tudo bem, podemos simplificar.

O objetivo do marketing é encontrar os desejos das pessoas, aquilo que elas querem, e oferecer produtos e/ou serviços para gerar valor.
Um bom exemplo disso é o que a Coca-Cola fez. Você lembra do slogan “abra a felicidade você também”? O valor criado para a bebida é tanto, que é impossível um brasileiro se reunir com os amigos ou familiares e já não sentir o gostinho da coquinha gelada. Pois momentos felizes são comemorados com a Coca-Cola, certo?

O que uma empresa de marketing digital faz?

Agora que você entendeu um pouco do conceito de marketing, está na hora de entender o que uma empresa de marketing digital faz.

Na verdade, você vai entender um pouco do nosso trabalho. A Marketing X Digital é focada em gerar autoridades para os nossos clientes em seu respectivo nicho.

Fazemos isso através da criação da sua identidade visual, com uma equipe de designers super criativa e atualizada no que se tem de melhor sobre layouts.

Depois criamos a base, sabe, aquela coisa do arroz e feijão bem-feito, mas que a maioria das pessoas ignoram e erram por ser básico demais?

Se for um negócio local, criamos o site, o perfil do Google Meu Negócio, para gerar autoridade da marca ou do profissional, em casos de médicos ou outros prestadores de serviço.

Então, depois de tudo estruturado, vamos dar uma repaginada total nas redes sociais do cliente.

Para explicar melhor, pedimos aos nossos colegas de equipe que explicassem um pouco sobre suas especialidades.

Google Meu Negócio (GMN).

Para falarmos um pouco mais sobre o GMN, pedimos ao nosso gestor, Oto Alvarenga, para nos explicar de forma bem simples e resumida sobre a importância dessa ferramenta para sua empresa. Em suas palavras:

“Se você já fez uma pesquisa no Google ou Google MAPS, com certeza já viu o resultado de uma empresa local no Google Meu Negócio. O GMN é uma ferramenta gratuita com foco em dar visibilidade para empresas locais.
Por exemplo, se você faz uma busca no Google com a palavra-chave “dentista 24h”, faz sentido o Google lhe apresentar um dentista ou uma clínica odontológica que, preferencialmente, atenda “24h” e que, além de bem avaliada, seja a mais próxima da sua localidade (sim, o Google sabe de onde você está pesquisando).
Pensando nisso, é de suma importância fazer a gestão efetiva da sua página no Google Meu Negócio, incentivando boas avaliações, direcionando conteúdos específicos, publicando fotos e vídeos, informações dos horários de funcionamento, etc.”

Interessante, não é? O GMN é como se fosse o cartão de visitas que o Google te oferece de graça, onde você só precisa de uma empresa de marketing digital para configurá-lo de forma correta.

Oto Alvarenga | Marketing X Digital

Ranqueamento de sites com técnicas de SEO.

Para os clientes que optam por construir sua autoridade através de um site, temos profissionais competentes para auxiliar na construção de artigos otimizados para SEO.

Esse tipo de habilidade ajuda o seu site a subir no ranking da rede de pesquisas Google. Sabe quando você pesquisa “dica de almoço rápido” e aparece um monte de artigo de sites? É nisso que focamos, em levar o nosso cliente para as primeiras respostas nas pesquisas do Google.

Para falar mais sobre o tema, convidamos nossa redatora e especialista em SEO, Ana Mírcia, vejamos:

“Eu vejo os sites como a identidade digital de uma empresa.
Aliás, creio que a maioria dos clientes quando buscam um produto ou serviço querem primeiro saber se a empresa é confiável e se ela tem experiência no que faz. O primeiro passo, então, é criar uma boa identidade visual. Redes sociais fazem um bom serviço, mas o site é quem sustenta uma decisão de compra.

Conteúdos construídos com uma narrativa consistente levam o leitor a descobrir a empresa, encaminhar ele nessa descoberta até que entre em contato com o cliente é a nossa função.

O Google é certeiro e direciona as melhores respostas para quem está procurando algo específico. Um site sem conteúdo não entrega as respostas que o cliente está procurando e o Google entende isso.

Essa construção é contínua e trabalho que não se resolve em apenas uma noite. É preciso consistência, e a empresa que reconhece isso têm mais chances de conseguir um bom posicionamento orgânico entre as três primeiras páginas do Google.

Agora você entende a importância de ter uma empresa de marketing digital no seu negócio?

Identidade visual bem estruturada.

Acreditamos que, hoje, não há como falar de marketing sem falar de identidade visual, coisa que a Ana citou ali em cima.

Para te explicar de uma forma mais direta, convidamos um de nossos designers, Ney Santana, para demonstrar a importância desse tópico:

“Uma identidade visual, como o próprio nome diz, se trata da identificação de uma marca. Para ter sucesso, qualquer empreendimento preza por oferecer bons produtos ou serviços, e feito isso, é preciso que os clientes atendidos possam lembrar “qual era mesmo aquela empresa que nos atendeu tão bem?”

É pensando nisso que uma identidade visual marcante e bem planejada, apresentada nas mais variadas plataformas de mídia, com um padrão de formas e cores que a identifique rapidamente, deve ser criada.

Mesmo que o cliente não tenha tempo de perceber todas as informações ali presentes, se torna elemento essencial para conseguir a tão almejada recorrência e fidelizar novos clientes.

Um efeito desejável de uma identidade visual é, também, gerar empatia com os olhares mais sensíveis. Cores e formas podem ser utilizadas para ativar a emoção certa: confiança, tranquilidade, alegria ou desejo.

Por fim, o importante é que o trabalho árduo de se construir um empreendimento que preste um bom serviço seja destacado dos demais, e gere uma relação prática e/ou emocional com seu consumidor.”

Bem legal, não é? Falando assim fica bem fácil de entender.

Pode parecer muita coisa…

E acredite, é mesmo. Por isso mesmo você precisa de uma empresa de marketing digital ao seu lado.

Estamos postando conteúdo novo toda semana, para te ajudar a entender mais sobre o mundo digital e a importância de trazer o seu negócio para a internet.

Você precisa entender do seu produto ou serviço, de marketing, deixa que a gente cuida, tá bom? Te vemos no próximo artigo! 😉

Se você não investe em estratégias de marketing, será engolido

Lama do Rock in Rio vendida a 185 reais

Investir em estratégias de marketing pode ser o que estava faltando para o seu negócio…

Dá uma olhada nessa imagem e no vídeo logo abaixo e veja veja o poder do marketing:

Lama do Rock in Rio vendida a 185 reais - marketing é tudo
Lama do Rock in Rio vendida a 185 reais – Créditos da imagem: Quora

Você viu certo: um pouco de lama do Rock in Rio de 1985 vendida a 185 reais (você compraria?).

Agora veja essa reportagem (apenas 3 minutos, vai por mim, vale a pena):

Vento engarrafado. Acho que por essa você não esperava rs…

Confesso que quando vi essa reportagem, fiquei impressionado com o poder que o marketing tem.

Somos suspeitos para falar sobre o tema, mas é impressionante o quanto muitas pessoas ainda não enxergaram essa importância.

Acho que deu pra perceber que com uma boa estratégia de marketing, dá pra vender qualquer coisa, certo? =]

Para sobreviver nesse mundo, todos nós vendemos algo: seja o nosso tempo quando colaboramos numa empresa, seja um produto ou um serviço e independentemente do que você faça, você tem concorrentes.

Partindo desse princípio e com tantas opções disponíveis no mercado, como fazer para que o seu produto, o seu serviço ou mesmo você – e não o seu concorrente – seja escolhido?

A resposta é: “MARKETING”

O Marketing hoje é a diferença entre uma empresa, uma pessoa ou um serviço que inova e se mantém vivo no mercado e outra que vai ser engolida ou esquecida pelo mesmo.

E claro, existe uma infinidade de maneiras de fazer marketing. Se você é colaborador de uma empresa, por exemplo, sugiro aprofundar seus conhecimentos em marketing pessoal.

Se você presta serviços ou é dono de um negócio, além do marketing pessoal sugiro aprender mais sobre marketing digital (abordamos esse tema aqui!)

Comece vendo nosso “Glossário de marketing digital” ou veja o texto “5 motivos para investir em Marketing Digital agora“.

Até a próxima!

Usando emojis de maneira profissional e divertida

Usando emojis de maneira profissional

Vivemos um momento em que é difícil imaginar nossa vida sem os aplicativos de celular e forma rápida com que eles permitem que nos comuniquemos. No meio de tudo isso surgiram os emojis.

Mas será que sabemos a hora certa de usá-los? E no trabalho? Será que estamos usando emojis de maneira profissional e divertida?

Com as redes sociais no geral cada vez mais presentes na atuação profissional de muita gente, o uso dos emojis tornou-se quase que uma obrigação.

Eles servem para dar mais empatia a uma mensagem, deixa-la mais leve ou mais assertiva.

Se você ainda não utiliza é bom começar a pensar na ideia, pois os emojis podem servir a uma estratégia bem interessante de criar uma comunicação com os clientes.

Mas lembre-se, o importante é que você os use de maneira divertida, mas sem deixar de ser profissional.

Usando Emojis de Maneira Profissional

Emojis é o nome que se dá às representações de ações, emoções e objetos na forma de imagens.

Na tela do celular eles surgem aos montes e, todos os dias, novos vão surgindo.

Posso usar emojis para fazer marketing digital?

Sim. Você pode e deve usar os emojis no marketing digital, mas com parcimônia.

As representações gráficas servem para facilitar a interação, deixando a comunicação mais leve, mas isso não pode chegar ao ponto de se tornar banal.

Para você ter uma ideia, só no Instagram quase metade das postagens tem emojis como legenda. No Facebook, no Twitter e no WattsApp a coisa é igual.

Como conseguir emojis novos

Já passou por sua cabeça que outras pessoas estão usando emojis que você nunca viu na vida?

Pois é, isso acontece porque algumas pessoas vão direto às fontes dos emojis e, a partir daí, conseguem se destacar.

Se você está usando emojis no seu negócio ou pretende usar, indicamos aqui algumas formas de conseguir alguns novos.

 

Usando emojis de maneira profissional

PiliApp

O site do Polapp conta com uma infinidade de emojis que você pode simplesmente copiar e depois colar onde quiser.

Além disso, tem também uma página destinada exclusivamente a símbolos para o Twitter.

Flat Icon

Outro site que também conta com uma grande quantidade de emojis pra baixar.

Você pode encontrar pacotes completos e também baixar ícones em svg ou png.

Get Emoji

Assim como os outros, é um site onde você encontra emojis e pode copiá-los e depois colá-los onde quiser.

Emoji Keyboard

Nesse caso a coisa é um pouco diferente.

Esta é uma extensão do navegador Google Chrome e com ele instalado você pode acessar um teclado virtual para usar muitos emojis e algumas outras ferramentas.

Basta procurá-lo no Chrome Web Store e instalá-lo no seu computador.

Como saber se estou usando emojis de maneira profissional?

É importante que você saiba que os emojis fazem parte da sua estratégia de marketing mais divertida e descontraída.

Ou seja, entre as várias formas que você usa, os emojis estão naquela parte que trata do seu negócio de forma mais engraçada.

Normalmente você pode utilizar emojis nas postagens, nos e-mails marketing, em troca de mensagens e outros, desde que haja espaço para uma resposta mais descontraída.

Nas redes sociais, por ser um local comumente mais conhecido pela desconcentração, a utilização tende a exigir menos seriedade.

O emoji cumpre uma função na mensagem

Precisamos entender que quem está usando emojis apenas por acha-los visualmente interessantes está agindo errado.

Isso porque as figuras cumprem uma missão na mensagem que passamos e devem ser adequadas aos nossos interesses e emoções que queremos passar.

Por isso também se diz para evitar o uso dos emojis em conversas mais sérias, pois, por tratar-se de forma ligada a descontração, pode levar a um entendimento errado de quem receber um rosto feliz, por exemplo, em meio a uma discussão de muita seriedade.

Usando Emojis

Conheça o seu público

É por isso que é tão importante conhecer o seu público e a forma com que ele foi construído.

A persona é muito importante para que você defina sua estratégia e as formas que usará os emojis.

Outra coisa importante é observar o comportamento das pessoas e a maneira como elas reagem à postagens mais divertidas.

O que você procura é engajamento como meio para conversão em oportunidades de venda, então é preciso estar atento.

Emoji como gatilho

Nós vimos que quem está usando emojis sem saber os motivos está errado e agora você entenderá o porquê.

Em um e-mail marketing, por exemplo, o emoji pode ser utilizado como gatilho para chamar a atenção de determinado ponto.

Por isso é importante que o emoji utilizado esteja alinhado com o assunto do qual você está falando.

Alguns estudos, inclusive, apontam que quando há utilização de emojis, o open rate tende a aumentar em quantidade considerável, acima de 50%, quando comparado a outros, no qual só há textos.

Seu foco deve ser o engajamento

Como você pôde ver, os emojis não são apenas carinhas bonitas que colocamos nas nossas mensagens, mas têm também funções específicas e que podem servir para melhorar nosso desempenho profissional.

Lembre-se sempre que a ideia primordial é gerar mais engajamento com seu público, fazendo com que ele se sinta mais à vontade diante de você.

O engajamento é fator preponderante para que você tenha sucesso nas redes.

Além disso, quanto mais as pessoas se sentem atraídas pelo que você posta, mais elas compartilham e mais chances você tem de conseguir alcançar mais pessoas.

Seja profissional, mas divirta-se

Você pode ter chegado até aqui achando que estava usando emojis de forma equivocada ou que, agora, passará a utilizá-los mais vezes, em várias das suas comunicações. Não importa.

O que realmente é importante é que você conheça essas possibilidades e as adeque às suas necessidades.

Acima de tudo, é de extrema importância que você reflita no seu trabalho o amor que você vem empenhando nele.

Então, use os emojis de maneira profissional sim, mas não se esqueça também de que eles servem para trazer mais leveza e aproveite isso.

Usando emojis ou não, seja feliz. A vida já é pesada demais para não podermos usar um rostinho feliz quando precisamos.

3 passos simples para evitar altos investimentos em mídias tradicionais

marketing de conteúdo

Em algum momento, você já deve ter ouvido dizer que o Marketing Digital, o Marketing de Conteúdo ou o Inbound Marketing são a solução para todos os seus problemas em termos de marketing.

O propósito desse artigo não é vender o Marketing de Conteúdo como panaceia para todos os males e dúvidas relacionadas às suas políticas promocionais de marketing.

Pelo contrário: queremos que você perceba a importância de saber levar a mensagem pelo canal correto, de modo que ela chegue ao seu alvo.

Queremos, também, fazer com que perceba a necessidade de pensar suas políticas de marketing, inclusive as promocionais, no longo prazo.

Marketing e Marketing Promocional

Você pode ter alguma dificuldade com a profusão de conceitos contidos na introdução desse artigo. Vamos torná-los mais claros.

O marketing, como sabemos, é uma disciplina e uma orientação de negócios que tem como propósito aproximar empresas e consumidores, promovendo trocas justas e satisfatórias para ambos os lados, em que a empresa obtém o maior lucro e o cliente o maior valor: a satisfação plena de suas expectativas.

Atualmente, é comum dizermos que o propósito do marketing é entregar experiências excelentes ao consumidor. Não difere muito da definição anterior, uma vez que o reconhecimento da experiência altamente satisfatória por parte do consumidor é fator de lucratividade para o negócio, na medida em que, presume-se, esse se transformará em um cliente fiel à marca.

O Marketing Promocional é parte dessa experiência. São as múltiplas formas como a empresa se comunica com o seu público, de modo a atrair, provocar expectativa, educar, explicar e convencer.

marketing de conteúdo

O papel das mídias

As mídias são os canais por meio dos quais a empresa se comunica com seus consumidores.

Televisão, jornal, revista, outdoor, rádio e até algumas mídias digitais podem ser considerados meios tradicionais. Na verdade, o conceito de mídia é mais amplo. Um brinde com uma mensagem que faça alusão à marca ou a algum produto é uma mídia.

A camisa de um clube, uma federação ou um atleta olímpico é uma mídia na medida em que expõe uma marca patrocinadora. Essa mídia serve para promover o patrocinador.

Cada tipo de mídia é adequado a um tipo e mensagem e atinge um determinado público. O grande desafio, como veremos a seguir, é escolher as mídias certas para distribuir seu orçamento de Marketing Promocional.

Os três passos para tomar a decisão certa

1- Defina seu público e faça um mapeamento de mídia que permita identificar as melhores formas de chegar até ele!

Não há outra forma de definir o seu público que não seja fazer uma pesquisa de mercado e consumidor para poder quantificá-lo, situá-lo geograficamente, entender seus hábitos de compra, seus valores e suas influências.

Quando falamos de suas influências, temos um dado chave para a nossa questão, que diz respeito sobre as mídias que ele busca para se informar e colher influências para as suas decisões de compra.

Essa é a melhor forma de mapear as mídias de forma eficiente.

2 – Defina o orçamento promocional

O erro recorrente nos gestores de marketing é não dar a devida importância ao orçamento. Orçamento é uma poderosa ferramenta de planejamento. É preciso definir quanto a empresa pretende investir em marketing.

O passo seguinte é dividir esse orçamento pelas diversas campanhas. De posse do orçamento individual de uma campanha, você pode dar o passo seguinte, que envolve a escolha das mídias e a definição de quanto em recursos será investido em cada uma delas.

Apenas ressaltando que o orçamento promocional não é o mesmo que orçamento de marketing. O orçamento de marketing é dividido entre promoção, tecnologia, pesquisa, etc.

3 – Prepare um planejamento de comunicação com base nas metas previstas para o período, o custo e o alcance das mídias com relação ao seu público.

Agora que já conhecemos o público, sabemos por quais mídias chegar até ele e quanto temos disponíveis para esse empreendimento, é só fazer uma análise ao cabo da qual consigamos alinhar:

  • Metas e objetivos
  •  Mídias
  •  Distribuição do investimento

As metas e objetivos vale lembrar, são mensuráveis no tempo. Isso quer dizer que há um prazo para alcançá-los.

É claro que não estamos falando de uma coisa simples. Estamos falando de planejamento. A boa notícia é que o planejamento pode ser revisto com os resultados.

É aqui que entramos na questão do Marketing de Conteúdo x Mídias Tradicionais.

Não existe essa oposição. O que existe é a complementação e a adequação das escolhas aos recursos.

Algumas mídias, digitais ou não, atendem a demandas de curto prazo de uma forma satisfatória. Se você vai lançar um produto de consumo de massa e quer posicioná-lo rapidamente na mente do consumidor e no ranking de vendas, terá que investir pesado em mídias que atinjam rapidamente um grande número de consumidores. Podemos incluir nesse mesmo pacote a publicidade na TV e no Google Adwords.

O que essas mídias têm em comum? São caras.

O papel e a força do Marketing de Conteúdo

O Marketing de Conteúdo é barato? Sim, é uma das alternativas mais baratas. Você constrói um blog, cria páginas nas redes sociais, contrata uma agência para produzir conteúdo e fazer o SEO e tem um custo mensal baixo.

Como não existe solução mágica, é preciso ter a consciência de que os resultados também não serão imediatos. É preciso estar consciente de que o conteúdo atrai as pessoas certas para o seu site, mas é preciso saber trabalhar esse público corretamente na hora da decisão de compra.

O importante a ressaltar é que o Marketing de Conteúdo é uma ferramenta poderosa de atração, que disponibiliza para o público conteúdo que tenha relação com o seu negócio, atraindo as pessoas certas.

Ele permite que a experiência do cliente – lembra-se dela? – comece muito antes da compra, o que significa ter a oportunidade de encantá-lo ao longo de um processo que levará a ela.

O Marketing de Conteúdo é, acima de tudo, um serviço que você presta ao cliente, entregando a ele informação e esclarecimento, podendo gerar um relacionamento empresa-cliente que antecede a própria compra.

Leve-se em consideração, no entanto, que chegar à primeira página dos mecanismos de busca da internet não é nada fácil, logo é preciso diversificar seus canais de divulgação, o que implica ter ampla atividade nas diversas redes sociais